No primeiro mês da reforma trabalhista, desemprego cai para 12%

No primeiro mês de vigência da reforma trabalhista, o numero de desempregados no Brasil para de crescer.

Segundo dados informados pelo IBGE nesta manhã, a taxa de desemprego recuou 0,6% em relação ao trimestre junho-julho-agosto de 2017.

população desocupada (12,6 milhões) caiu 4,1% (menos 543 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior.

população ocupada (91,9 milhões) cresceu 1,0% em relação ao trimestre anterior (mais 887 mil pessoas).

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,2 milhões) ficou estável frente ao trimestre anterior (junho-julho-agosto de 2017).

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada (11,2 milhões de pessoas) cresceu 3,8% em relação ao trimestre anterior (mais 411 mil pessoas).

Segundo dados informados pelo Caged, foram fechados 12,3 mil postos de trabalhos formais em novembro. O IBGE, porém, é mais abrangente e engloba empregos informais e realiza a pesquisa por trimestres.

A Folha Carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *